Contabilidade Cordeiro


Presidente da Caixa pede preferência por canais digitais para movimentar auxílio e reduzir filas

  • 08/04/2021

     


     

    Alternate Text  

    Com o início do pagamento da nova rodada do auxílio emergencial, muitas dúvidas surgiram para os cidadãos, em relação ao recebimento, assim como a necessidade de avaliação de casos específicos. Diante disso, o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, pediu que os beneficiários que vão receber o benefício deem prioridade aos canais digitais. 

    Segundo ele, o uso do aplicativo Caixa Tem para movimentar o benefício é essencial para reduzir as filas nas agências em um momento de agravamento da pandemia de covid-19.

    “Estamos vivendo um período muito sensível. Vamos realizar todos os pagamentos em abril e permitir a retirada nas lotéricas após quatro semanas. Além disso, temos um espaço de tempo entre o primeiro e o segundo ciclo de pagamentos, o que é importante para reduzir ao máximo as filas”, disse Guimarães em transmissão ao vivo para explicar o primeiro dia de pagamentos da nova fase do auxílio.

    O aplicativo Caixa Tem, único meio atual para receber e fazer pagamentos com o auxílio emergencial, teve 2 milhões de downloads até o último dia 2, segundo o representante da Caixa Econômica

    Ele afirmou que o objetivo é fazer o aplicativo funcionar como equivalente a um banco digital voltado para a população carente que não tinha conta em banco antes do auxílio.

    Filas nas agências da Caixa

    Sobre as filas registradas nas agências da Caixa em pelo menos cinco estados (Rio de Janeiro, São Paulo, Ceará, Pernambuco e Bahia), Guimarães disse que as aglomerações foram motivadas por pessoas que tentavam desbloquear o Caixa Tem. 

    Até o dia 30 de abril, a primeira das quatro parcelas da nova rodada do auxílio está sendo depositada nas contas poupança digitais da Caixa.

    De acordo com as regras deste ano, a primeira parcela só poderá ser sacada em espécie ou transferida para uma conta-corrente no período de 4 de maio a 4 de junho, dependendo do mês de nascimento do beneficiário. 

    Até lá, o auxílio poderá ser movimentado exclusivamente pelo Caixa Tem, que permite o pagamento de boletos, compras em lojas eletrônicas e o pagamento por meio de código QR (versão avançada do código de barras) em maquininhas de estabelecimentos conveniados com a Caixa.

    Fonte: Portal www.contabeis.com.br


Subir ao topo